domingo, 29 de agosto de 2010

Dias de reforma...





Esses dias têm sido dias de provação e como sempre estamos dispostos a percorrê-los até certo ponto, ou melhor, até o ponto em que nós sentimos confortáveis. Quando passamos por esses momentos buscamos a forma mais fácil, pedimos que orem por nós e descansamos porque tem alguém pagando o preço (não que isso seja errado, mas é necessário buscar ainda mais), e continuamos na nossa posição confortável.

Quando entendermos que é preciso investir mais no nosso secreto com o Senhor, passaremos pelas provas fortalecidos porque temos nos alimentado.
E graças a Deus tenho lido um livro que tem aberto meus olhos para a minha comodidade. Compartilho com vocês alguns trechos, para entenderem do que estou falando.
Existem muitos cristãos dependentes de pessoas mas, completamente independente de Deus.
Quando somos dependentes das pessoas, ficamos totalmente entregues as vontades dessas pessoas e passamos a viver o que elas falam, a pensar como elas pensam e a pregar como elas pregam. Podemos ver aqueles que são próximos de nos como pessoas que nos inspiram a caminhar de acordo com a vontade de Deus. Podem ser pessoas que nos ensinam coisas preciosas, mas ainda que sejam instrumentos de Deus, não podem tomar o lugar que pertencem apenas a Deus.
“Você jamais saberá que Jesus é tudo de que você precisa até Jesus ser o tudo que você tem. Você está no deserto? Refugie-se na presença de Deus.”
(Max Lucado)

Extraído do livro “Mildibar, o lugar da palavra, o lugar onde Deus se revela, Gabrielle Cassiano Meneses.

O que não entendemos é que precisamos nos alimentar mais d’Ele, precisamos buscar mais d’Ele. A nossa busca tem que ser prazerosa, no começo não é fácil, vamos colocar dificuldades, vamos procurar tempo, não conseguiremos nos disciplinar inicialmente o importante é começar. Comecemos com cinco minutos e aumentemos gradativamente, que seja por obrigação, depois teremos prazer da Sua companhia.
Quando entendemos da importância do nosso secreto com Deus, passaremos pelo deserto e Ele se tonará a nossa essência, a nossa razão, o nosso fôlego de vida e nesse momento adorá-Lo será tudo o que faremos.
Ele tem que ser o dono do nosso coração, não podemos depender de pessoas para conhecê-lo, mas, podemos conhecê-lo intimamente quando passamos tempo com Ele.
Quando dependemos das pessoas o nosso relacionamento com Deus se esfria, e nos sentimos vazios e solitários. Não quer dizer que tenhamos que nos afastar das pessoas mas, aprender a dar limites a esses relacionamentos para que o hábito de estar sempre acompanhado por pessoas não se torne o nosso vício espiritual.
Então é isso que tem trazido concerto para a minha vida, que Deus fale aos seus corações como tem falado ao meu.

“O Senhor o guiará constantemente; satisfará os seus desejos numa terra ressequida pelo sol e fortalecerá os seus ossos. Você será como um jardim regado, como uma fonte cujas águas nunca faltam”.
Isaías 58,11

Desejem ser essa fonte, busquem o Senhor no seu secreto para estarem fortes quando deserto chegar.

“Há algumas coisas que ninguém pode fazer por você. Uma delas é passar algum tempo com Deus. ouvir o Senhor é uma experiência única!” (Max Lucado)


Abraços,

Fabi.

Nenhum comentário: