quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Promessa...




Há dias quero colocar essa frase no meu Blog só não a encontrava.

Essa Frase foi profetizada no dia 21 de Dezembro de 2007, eis a frase:


"Vinde Bendito de meu Pai, para o Reino que está preparado para Ti desde a fundação do mundo!" (Reinaldo, obrigada por permitir Deus te usar dessa maneira.)


Por isso, e motivo mais do justo me sinto injusta das minha palavras do post anterior, não tenho o direito de me sentir assim porque Deus tem me soprado vida e não morte...

Passamos por momentos de esfriamento e ficamos tão paralizados que perdemos a sensibilidade de sentir a presença e ver as ações de Deus à nossa volta, ou seja, à minha volta.


Fui injusta, e reconheço o meu pecado... Dou graças porque Deus é fiel e justo pra perdoar aqueles que realmente estão arrependidos.


Obrigada Deus, por ter a oportunidade de me arrepender e mudar de postura.

Obrigada, por ainda me dar sopro de vida.


Amo - Te, a cada dia mais.


Bjus,


Fabi...

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Surpresas nem sempre são boas...








É bem verdade o que o título deste post declara. Olha a cada dia que passa me surpreendo mais com as pessoas a minha volta, e nem era pra me surpreender porque é sempre a mesma coisa. E o que é mais interessante é que vem de quem menos se espera, ou espero?

Quando se precisa de um apoio é melhor buscar fora do seu convívio pessoal, porque as pessoas que estão bem, mas bem próximas de nós são as que definitivamente não estão dispostas a apoiar e detalhe só veêm as dificuldades e o tamanho do problema, acabam enterrando tudo o que almejamos. Por incrível que pareça comigo é assim.

Me sinto meio que obrigada a ter que fazer tudo o que não me agrada pra agradar quem me ama, e quem me ama não se sente na obrigação em me agradar, sei que temos que dar sem receber, mas quem não quer receber? (Falo da parte emocional, nada material que não tenho o que reclamar).

Me falam pra semear na vida de quem se ama para poder colher um dia. Repararam "UM DIA", sabe-se lá quando.

Olha isso é muito difícil, principalmente quando quero falar e não sou ouvida. Estou muito cansada pra discutir relação, discutir posição ou sei lá o quê.

Não sei se dou conta não, espero que sim senão vou surtar a qualquer momento.
Tenho que abrir mãos dos meus sonhos, e o que mais escuto é que tenho que continuar sonhando, aí vem a pergunta "SONHAR PRA QUÊ?", se não vou realizar esses sonhos...
Olha se um um dia eu morrer, quero que coloquem na minha lápide: A PESSOA QUE UM DIA SONHOU QUE PODIA SONHAR E REALIZAR.

Dá licença viu, isso é simplesmente vegetar porque não é vida... minha vontade era de ecoar um grito grotesco pra ver se esse nó na minha garganta sai de vez...

Cansei,

ô vidinha mais ou menos, mais pra menos do que pra mais...

SIMPLESMENTE EU...

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Enfim 2008...



Até então não saberia o que escrever sobre o ano que se passou e os planos para este que se inicia.


Bom, 2007 foi um ano de quase vitórias completas e quase realizações de sonhos. Muita coisa aconteceu e não aconteceu... a impressão que tinha até ontem é que mais um ano se passou e não fiz nada... Refletindo sobre isso não sei se posso manter essa opinião, eu tentei, lutei e quase alcancei. Pelo menos não fiquei de braços cruzados esperando o impossível acontecer, vieram as lutas, no início foi bom porque tinha fôlego pra lutar, mas elas foram ficando constantes e diárias. Desanimei, desde então não lutei, não busquei, me aquietei e me conformei com a situação.

Me acovardei. Esperanças para esse ano? Não sei ainda, me sinto amarrada, meio que amortecida diante de cada situação, sei a quem recorrer, mas não sinto vontade de lutar, muito menos de me levantar. Sonhos? Nem sei se isso é possível pra mim, pelo menos não me lembro de tê-los sonhado, acho que fiquei anestesiada a isso tudo, uma fé morta... Acho que é isso.


Espero que esse ano de 2008, eu me fruste e algo aconteça de sobrenatural...



Fabi...

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Tem dias...





Tem dias, que preferiria não ver ninguém...

Tem dias, que só o calor da minha cama seria o suficiente...

Tem dias, que o ar que eu respiro me sufoca...

Tem dias, que a minha vontade é de não ter vontade...

Tem dias, que renunciaria minha vida por algo com sentido.


Tem dias, que o que mais queria era não ter dias pra querer...

Tem dias, que palavras soam como um martelo apunhalando a alma.

Tem dias, que nem amigos conseguem mudar o sentimento depressivo que me arrebata a alma...

Tem dias, que meus lábios preferiria não ecoar um único som que não fosse felicidade...

Tem dias, que queria entender e repassar o sentido dessa vida insólita...

Tem dias, que preferia o profundo e escuro oceano a ter que ver a luz, refletindo o que eu sou...


Tem dias, que nem o amor é tão forte capaz de mudar esse enganoso sentimento que tem crescido no meu interior.

Tem dias, que prefiro não lutar e ter que morrer como uma covarde que sou...

Tem dias, que um sorriso já não sai da minha face porque ela já não pertence a mim...

Tem dias que o sobrio do meu olhar, diz tudo o que gostaria de dizer...

Tem dias, que não quero ter esperança da esperança...

Tem dias, que prefiro renunciar minha fé a ter que crer no que não posso tocar ou ver...

Tem dias, que sou como Tomé.


Tem dias, que mesmo no meu oculto é melhor escrever do que falar...

Tem dias, que engulo lágrimas e um choro alto para não vejam minha fraqueza...

Tem dias, que soluço um choro interior pra não expressar essa dor que vem a me corroer a alma...

Tem dias, que preferiria viver a nostalgia a ter que buscar e ansiar pelo novo de novo.


Tem dias, que preferiria não vivê-lo a ter que sentir a dor da solidão.



Tem dias....


Fabi...